Descubra como o Google Shopping funciona e atraia tráfego para o seu e-commerce!

Se você já ouviu falar ou costuma utilizar ferramentas como Buscapé, Bondfaro e Zoom, não terá dificuldades para entender do que se trata o Google Shopping.

Esse mercado de comparadores de preço se tornou muito popular aqui no Brasil, especialmente pela organização, praticidade e inteligência que as plataformas ofereceram às pesquisas de compra feitas pelo público.

O Google, de olho nessa tendência, lançou o Google Shopping em 2011. A entrada da empresa nesse segmento agregou ainda mais valor à experiência de consumo dos seus usuários.

O que é o Google Shopping?

O Google Shopping nada mais é do que uma vitrine virtual de produtos das lojas cadastradas.

Ele executa funções muito parecidas com o Buscapé ou o Zoom. A diferença é a sua integração direta ao Google, ou seja, dependendo da busca feita, os produtos do Google Shopping aparecem nos resultados patrocinados de pesquisa.

Além disso, o Google Shopping também possui a sua própria página. Lá, as pessoas podem procurar produtos de acordo com sua categoria, marca ou usar o campo de busca para fazer uma pesquisa mais específica.

Como ele funciona?

Para entender o seu funcionamento, vá até o Google e pesquise por “Blusa de frio” (pode ser outro produto também):

Perceba que os resultados do Google Shopping aparecem antes até do que os links patrocinados, isso mostra seu incrível potencial de conversão em vendas.

Caso clique em “Resultados no Google Shopping para…”, uma página mais completa do Google Shopping será aberta e os resultados de produtos aparecerão mais com mais informações:

Na aba lateral dessa página, os consumidores poderão refinar a sua pesquisa de acordo com o preço, as marcas, as características técnicas dos produtos e as lojas.

Os anunciantes que quiserem ver seus produtos sendo expostos nesses espaços deverão pagar ao Google.

Para se inscrever, você precisará criar uma conta no Google Merchant Center e integrá-la ao seu cadastro no Google Adwords.

Aliás, é por meio do próprio Adwords que você vai configurar sua campanha e definir os valores dos lances e o seu orçamento.

O que há de se ressaltar, na elaboração da campanha, é que seus anúncios não são exibidos com base em palavras-chave. As variáveis determinantes são os atributos dos produtos cadastrados.

Logo, quanto mais detalhadas forem as informações dos produtos fornecidas ao Google Shopping, mais o motor de busca conseguirá criar uma correspondência mais próxima com as pesquisas feitas pelo público.

FONTE: MARKETING DE CONTEÚDO

Comentários

comentarios